CIRCUITO JUNINO

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Medo de meningite faz população de Campos lotar clínicas particulares da cidade

(Foto: Notícia Urbana)
O medo da meningite fez com que centenas de pessoas lotassem uma clínica de vacinação particular de Campos na manhã desta quinta-feira (14). Para se ter uma ideia, antes mesmo de abrir, o edifício Medical Center, na Rua 13 de Maio, no Centro da cidade, já estava com uma fila fora do comum. A preocupação dos pais e responsáveis ficou ainda maior após a morte de uma criança de dois anos e um jovem de 18, ambos internados no Hospital Ferreira Machado (HFM) com suspeita de meningite. A menina morreu no dia 27 de junho. Já o rapaz, no dia 11 deste mês.

A autônoma Rafaela Francisco do Patrocínio é um exemplo das milhares de pessoas preocupadas com os casos da doença que têm acontecido no maior município do interior do Estado. Com medo, ela não hesitou ao gastar cerca de R$ 1000,00 para dar duas vacinas na filha que não são oferecidas na rede pública de saúde. “Só com a meningocócica, gastei R$ 720,00, e com a A, C, W-135 e Y R$ 410,00. Ou seja, quase mil reais. Eu ainda posso pagar, mas e quem não pode?”, questiona Rafaela, que tem uma filha de três anos.Pessoas lotaram o andar do edifício – Foto: Notícia Urbana

A advogada Roberta Nogueira, mãe de uma criança de um ano e dez meses, conta como foi a manhã dela. “Cheguei aqui às 6h30. Logo subi. Instes depois de chegar na clínica, o andar já estava lotado, sem espaço para andar e com pessoas sentadas no chão. Achei que fosse ser a primeira, porém encontrei uma pessoa que chegou aqui às 4h da manhã. Não queremos propagar pânico, mas não tem como não se preocupar. Afinal, nossos filhos são as pessoas mais importantes das nossas vidas”, desabafou.

A equipe de reportagem do jornal Notícia Urbana conversou com uma funcionária da clínica de vacinação particular. Segundo a atendente, já foram distribuídas as 60 senhas diárias até o final do mês. Isto é, só há disponibilidade para vacinação em agosto. “Não temos como atender a quem não tem senha. A demanda está muito grande”, afirmou.

Na última terça-feira (12), após um boato no WhatsApp, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, usou o perfil no Facebook para negar surto de meningite. A Secretaria de Saúde também nega surto da doença. O médico infectologista, Dr. Nélio Artiles, também confirmou que Campos não possui um surto de meningite, mas destacou que os 23 casos e sete mortes confirmadas devem deixar o município atento.

A Secretaria de Saúde informou que a Direção de Vigilância em Saúde está atuante no combate às meningites em Campos, e com altas taxas de cobertura vacinal. “As medidas preventivas do município vão além das recomendações do Ministério da Saúde. A partir de 2009, Campos se tornou a cidade do país com melhor programa de imunização municipal, após ter implantado uma grade de vacinas médicas que hoje já mostram resultados concretos.

Para isso, a Prefeitura investiu cerca de R$ 10 milhões em vacinas especiais, como lembra o secretário de Saúde, Geraldo Venâncio. Com isso, promoveu a redução dos casos de meningite pneumocócica; a redução de mais de 50% nas internações por doenças pneumocócicas e por outras doenças respiratórias.”












Fonte: Notícia Urbana