quinta-feira, 24 de maio de 2018

Homem assassinado no Açu, em São João da Barra

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
Um homem foi assassinado e o corpo dele foi encontrado na manhã desta quinta-feira (24), em um terreno baldio no conjunto habitacional da localidade do Açu, em São João da Barra. A Polícia Militar (PM) foi acionada por moradores que viram o rapaz jogado no chão. Quando os agentes chegaram ao local, a vítima estava já sem vida. A causa da morte ainda não foi descoberta, mas a polícia suspeita que ele tenha sido morto a tiros.

Populares disseram que o rapaz é conhecido na região e que trabalhava na reforma de uma residência perto da área em que foi assassinado. A PM informou que fez buscas na região pelo autor do crime, mas, até o momento, ninguém foi preso. A motivação do assassinato ainda não foi revelada. O homicídio é investigado na 145ª Delegacia de Polícia (São João da Barra). No corpo, também havia marcas de agressões.

O suspeito é outro homem, que ainda não foi identificado. O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos.






Greve dos caminhoneiros: baixo estoque de combustíveis causa transtornos em Campos

(Fotos: Ralph Braz | Pense Diferente)
A greve dos caminhoneiros entrou no quarto dia, nesta quinta-feira (24). Trabalhadores se reúnem em rodovias do Brasil em protesto contra o alto preço dos combustíveis. Diversos serviços estão sendo afetados. Em Campos, postos de combustíveis chegam ao final do estoque. A maior cidade do interior do Rio amanheceu com enormes filas de veículos à procura do abastecimento. Diversos postos da cidade já estão fechados. Em Guarus, o Posto Custodópolis é o último da rede Ipiranga ainda com combustível. No local, há apenas etanol, gasolina aditivada e diesel para abastecimento por, no máximo, uma hora.


O administrador Welington Lobo, morador no Flamboyant, contou que buscava desde cedo um posto com gasolina ou álcool. "Rodei a cidade toda. Do lado do centro, os postos já estão com cones e correntes ou só têm gás. Rodei Guarus e, quando estava desistindo, falaram desse posto em Custodópolis. Estão dizendo que a greve segue até segunda-feira. Com o que conseguir abastecer, dá para segurar até lá", declarou.


Durante a manhã, o Procon/Campos fez fiscalizações em postos nas áreas mais centrais da cidade. Parte deles está fora de funcionamento. Na Avenida 28 de Março, todas as unidades estão fechadas por falta de combustíveis. Outros foram autuados por cobrança de valores mais altos do que a média.
Diretora da fiscalização, Lucylla Chagas explicou que, em média, em todos os postos ainda abertos, a gasolina está sendo vendida por R$ 5 e o etanol e o diesel, por R$ 4. “A gente está verificando se houve aumento abusivo no combustível. Estamos analisando a nota fiscal, analisando a nota fiscal de compra da mercadoria pelo fornecedor e também como ele comprou, se ele está repassando o valor de acordo com o aumento ou simplesmente aumentando em função da procura”, detalhou.

Para dar continuidade à fiscalização, no período da tarde, em postos de áreas mais distantes do Centro, segundo Lucylla, os agentes do Procon precisam verificar se haverá combustível disponível nos carros oficiais.

Caminhoneiros permanecem na BR 101, na altura do km 75. Ambos os sentidos do acostamento estão bloqueados pelo grupo. De acordo com a Autopista Fluminense, há cerca de 800 metros de fila, mas o trânsito permanece livre. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que multará qualquer veículo que, deliberadamente, restringir o tráfego. A multa chega a R$ 5.689,40.

Consequências — O transporte público e o aéreo começaram a sofrer as consequências da greve desde essa quarta-feira (23). Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, Davi Lopes, há grandes chances de que os ônibus parem em Campos, sendo que algumas empresas já diminuíram a frota nas ruas. Ainda em Campos, a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) informa o Posto de Abastecimento de Aeronaves (PAA) da BR distribuidora não recebeu o carregamento de combustíveis. Sendo assim, o abastecimento para a aviação ficou comprometido, não sendo suficiente para um dia inteiro de voos no Aeroporto Bartolomeu Lisandro. Para esta quinta-feira (24), a CHC transferiu os voos para o aeroporto de Macaé e a Líder só tem previsão de um embarque na unidade Campos. A Codemca aguarda informações da empresa Azul com relação a sua operação.




Adesão à Feira de Empregabilidade e Qualificação em São João da Barra

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, se reuniu nesta quarta-feira, 23, com representantes de empresas sediadas no complexo portuário do Açu. O encontro visou fechar a participação de outros empreendimentos, além dos já confirmados, na primeira edição da Feira de Empregabilidade e Qualificação (FEQ), que acontece de 7 e 9 de junho no município.

O evento é uma parceria com o Instituto Federal Fluminense (IFF), Campus-SJB, e tem como objetivo dar oportunidade a quem busca uma qualificação ou colocação no mercado de trabalho, e aos estudantes do município, de conhecer um pouco mais sobre o cenário atual, investimentos privados, entidades e empresas qualificadoras e empregadoras.

Durante a reunião foram confirmadas a participação da Ferroport, Açu Petróleo e B-Port Brasil, que se juntam a Porto do Açu e GNA (subsidiárias da Prumo Logística Global) e Andrade Gutierrez, responsável pela obras de construção da termelétrica GNA I, na participação na feira. As empresas, NOV, Technip e Oiltanking ainda definirão presença no evento.


A chefe do Executivo sanjoanense frisou que os esforços estão sendo feitos para que a feira realmente atinja o objetivo. “Estamos aqui buscando o apoio dos empresários, para mostrar para nossa população que o Porto está ai para trazer benefícios para nosso município e que temos potencial para oferecer mão de obra qualificada para atender os postos de trabalho que irão surgir”, enfatizou Carla Machado.


A atual gestão, ressaltou Carla, vem trabalhando em busca da ocupação das vagas de trabalho dessas empresas por meio de uma política voltada para a capacitação profissional e no estreitamento do diálogo junto aos empreendimentos do complexo. “Estamos chamando as empresas, pedindo oportunidade e querendo entender o que está faltando para que nossos munícipes sejam empregados e prepará-los para essas vagas”, salientou.

A feira vai contar ainda com a participação das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico e de Educação e Cultura, Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, Ministério do Trabalho e Emprego e apoio do Sebrae e Senai.

O evento vai contar com palestras, atendimento em tempo real à população para criação de currículo on line, orientações sobre empregabilidade e qualificação, entre outros serviços e apresentações culturais e shows. A feira será aberta no dia 7 de junho, às 18h. Nos dias 8 e 9 vai funcionar a partir das 14h.





quarta-feira, 23 de maio de 2018

Secretário estadual de Segurança Pública visita Campos e anuncia viaturas para o 8º BPM

(Foto: G1)
O secretário de estado de Segurança Pública, general Richard Nunes, esteve em Campos, na manhã desta terça-feira (22), para conhecer os problemas relacionados à violência na região, assim como levantar a estrutura que as forças policiais têm para trabalhar no município. Na passagem por Campos, ele apontou ações integradas entre Exército e polícias Civil e Militar para diminuir a criminalidade do município, sobretudo, em Guarus, local que definiu como “ponto focal” da violência na cidade. O secretário ainda anunciou 12 novas viaturas para o 8º de Polícia Militar (8º BPM) em breve, mas não deu prazo. Ele também esteve em Macaé nesta terça.

“Vim ao Norte Fluminense para ver de perto os problemas da região, conversar com as autoridades das polícias Civil e Militar, pois acredito que devemos ter ações integradas. Este é o X da questão: como trabalhar de maneira integrada, aproveitando essa oportunidade criada com a intervenção federal para que os esforços também das Forças Armadas e dos órgãos de segurança pública federal possam ser canalizados para cá e coibir essas áreas de criminalidade. Principalmente, Guarus, que me parece que é o ponto focal aqui da violência. Assim, poderemos dar uma resposta efetiva aos anseios da sociedade no Norte Fluminense”, disse o general, citando, ainda, a importância da parceria com o Ministério Público nas investigações e elucidações de crimes.

General destacou importância de ações integradas para reduzir criminalidade (Foto: Silvana Rust)

Sobre as ações integradas com as Forças Armadas, Nunes destacou que os homens da 2ª Companhia de Infantaria do Exército, situada em Guarus, poderão atuar em ações para reforço da segurança pública no município, caso sejam solicitados.

Apesar da intervenção federal, decretada em fevereiro, a prática de vários crimes aumentou em todo estado. Roubos de veículos, cargas, a pedestres, em ônibus e de celulares registraram seus piores índices da série histórica em março, primeiro mês completo do socorro dos militares. Em Campos não foi diferente: entre fevereiro e abril de 2817, 62 homicídios dolosos foram registrados no município. No mesmo período deste ano, o número subiu para 78.

O general passou pela 6ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), pela 134ª Delegacia de Polícia (Centro) e pelo 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM), onde concedeu entrevista coletiva.

Pedidos — Batalhão da PM para Guarus, delegacia de homicídios no Norte Fluminense, retorno de mais PMs que atuam nas UPPs para o interior e reabertura de DPOs foram as principais reivindicações feitas pelo deputado estadual Bruno Dauaire (PRP) ao secretário estadual de Segurança Pública nesta terça. Durante a visita do general ao 8º BPM, o deputado também voltou a ressaltar a importância de se estender a intervenção para as regiões fora do eixo da capital.

Vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Alerj e presidente da CPI das UPPs, Bruno Dauaire esteve no Rio com o general há menos de um mês. No encontro ele pediu mais viaturas e estrutura para os batalhões do interior. O assunto voltou a ser tratado na agenda em Campos, que Bruno acompanhou junto com os vereadores Thiago Ferrugem, Cabo Alonsimar e Thiago Godoy.

“Temos cobrado resultados da intervenção com muita firmeza, mas com diálogo. A situação da segurança pública no Estado do Rio é crítica e temos todos o compromisso de buscar soluções e colocar em prática todas as iniciativas que contribuam para minimizar esse problema grave”, disse Bruno.




Jovem de 22 anos é sequestrado em Guarus e corpo é encontrado dentro de carro na BR-356

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
Um jovem que foi seqüestrado na terça-feira (22), no Parque Guarus e o corpo foi encontrado no final da manhã desta quarta-feira (23), na BR-356, próximo ao Parque Aldeia, em um canavial.

Segundo informações da Polícia Militar, Franciano Carlos Campos, de 22 anos, teria sido levado por dois homens em um carro de cor prata. Na manhã desta terça, o irmão da vítima recebeu uma ligação sem identificação informando o local onde o corpo foi deixado.

O corpo de Franciano foi encontrado dentro de um caro que estava com os vidros quebrados. Ainda de acordo com a PM, a vítima foi atingida por pelo menos dois tiros na cabeça.

O corpo foi removido e levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos e o crime registrado na 146ª Delegacia Legal de Guarus.




Fonte: Terceira Via

Ponte da Integração: governador promete retomar obras no dia 9 de junho

(Foto: Silvana Rust)
O governador Luiz Fernando Pezão prometeu, nesta terça-feira (22), retomar as obras da Ponte da Integração no próximo dia 9 de junho. A estrutura deve encurtar em cerca de 50 quilômetros o trajeto entre os municípios de São João da Barra e São Francisco de Itabapoana e integrar o litoral Norte do Estado, conectando a RJ-196 à RJ-194.

Iniciadas em 2014, as obras da Ponte da Integração foram paralisadas, pela segunda vez, em janeiro de 2016 e, desde então, se tornaram fonte de diversas promessas, encontros e previsões furadas. A última delas, de que a construção seria retomada no último mês de fevereiro.

A nova data foi divulgada pelo deputado João Peixoto, em seu perfil em uma rede social. Segundo ele, a “ponte é fundamental para o desenvolvimento de toda região”.

A obra foi orçada em R$ 124.113.316,08 e deveria ficar pronta em um ano. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), somente 50% dos trabalhos foram concluídos.

Se chegar a ser terminada — Pezão já afirmou que não encerra seu mandato sem finalizar a obra —, a estrutura terá 1,3 quilômetros de extensão e 16,2 metros de largura.






Fonte: Terceira Via

Adolescente de 15 anos é esfaqueada dentro de casa; irmã é suspeita

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
Uma adolescente foi esfaqueada dentro de casa, no conjunto habitacional popular de Dores de Macabu, distrito de Campos. A vítima tem apenas 15 anos e teria sido agredida pela própria irmã.

A adolescente foi socorrida e levada para o Hospital Ferreira Machado (HFM). Até a última atualização desta reportagem, a motivação do crime ainda não havia sido divulgada.

O caso foi registrado na 134ª Delegacia Policial (DP), no Centro.





Fonte: Terceira Via

Royalties em alta: Campos recebe R$ 34,2 milhões de royalties em maio

(Foto: Leonardo Berenger)
A cotação em linha de crescimento do barril de petróleo no mercado internacional — ultrapassou US$ 80 na última semana — tem influenciado de forma bem positiva os pagamentos referentes à exploração de petróleo. Nesta quarta-feira (23), a Agência Nacional de Petróleo (ANP) deposita mais uma fatia dos royalties. E os números revelam alta nos repasses para todos os municípios produtores da Bacia de Campos.

Campos vai receber R$ 34.260.672,45, um aumento de 11,9% comparado ao depósito do mês passado. Se comparado ao repasse de maio de 2017, quando o município recebeu R$ 27,8 milhões, o aumento é de 23,4%.

No caso de São João da Barra, os cofres públicos recebem neste mês R$ 8.382.450,17. Quando comparado ao repasse de abril, de R$ 7,5 milhões, a alta é de 11,4%. O crescimento é ainda maior quando colocado lado a lado com o repasse de maio de 2017, o percentual de aumento chega a 30,4% — já que o depósito foi de R$ 6,4 milhões.

O depósito mais robusto programado para maio foi para Macaé: R$ 42,9 milhões.

— Já aguardava esse aumento, agora espero novos aumentos para os meses de junho, julho e Participação Especial em agosto. Segue a expectativa quanto a Marcha de Prefeitos que esta acontecendo em Brasília como preocupação principal (na questão da pressão pela partilha), redução das alíquotas dos Royalties pela ANP e a novela do Repetro na Alerj. Sigamos acompanhando com atenção e cautela — destaca o superintendente de Petróleo e Gás de São João da Barra, Wellington Abreu.





Fonte: Folha da Manhã

Olimpíadas Especiais das Apaes é realizada em São João da Barra


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de São João da Barra, em parceria com a Prefeitura e apoio da Federação das Apaes do Estado do Rio de Janeiro, realiza nesta terça, 22, e quarta, 23, as Olimpíadas Especiais das Apaes – Etapa Regional Norte Fluminense –, no Sesc Mineiro, em Grussaí. 

Os alunos que se destacarem das Apaes de São João da Barra, Campos dos Goytacazes e São Francisco de Itabapoana integrarão a delegação que representará a região Norte Fluminense nas Olimpíadas Especiais das Apaes – Etapa Estadual –, no mês de agosto, em Campos, e consecutivamente alcançando um bom desempenho, na Olimpíadas Especiais das APAES – Etapa Nacional –, no mês de dezembro, em Porto Alegre.

Na abertura oficial houve apresentação dos grupos de dança Alegria de Viver e de capoeira ABC, ambos formados por alunos da Apae de São João da Barra. Logo em seguida iniciaram as competições nas modalidades de atletismo, basquetebol, futsal, futebol de sete, bocha e capoeira. Completando a programação da terça-feira, na parte da noite, baile de confraternização.

A presidente da Apae de São João da Barra, Gerlane Gonçalves de Almeida, ressaltou a importância do evento para promover a saúde, a socialização, e a independência, através da pratica esportiva. “O esporte melhora a condição cardiovascular, aprimora a força, a agilidade, a coordenação motora e o equilíbrio, além de proporcionar a socialização entre pessoas com e sem deficiências, tornando-as mais independentes e estimulando suas potencialidades”, ponderou Gerlane.

A intenção, ao apoiar as Olimpíadas, disse a prefeita Carla Machado, foi contribuir para desenvolvimento da pessoa com deficiência e sua integração na sociedade, facilitando a sua relação com o meio em que vive, através da prática esportiva.

“É uma alegria muito grande para nós que fundamos a Apae em São João da Barra realizar pela primeira vez uma olimpíada regional voltada para o movimento apaeano, proporcionando momentos, diversão, lazer, confraternização e troca de experiências”, completou Carla, desejando boa sorte a todos os atletas competidores.

Da Federação das Apaes do Estado do Rio de Janeiro, compareceram o procurador, Richard Tavares, e o coordenador de Esporte, Fábio Gonçalves. O diretor financeiro da Apae de São João da Barra, Júlio César Nogueira, e a presidente da Apae de Campos, Marelane Ferreira, também estiveram presentes.

O secretário de Esporte de São Francisco de Itabapoana, Daniel Machado, e os secretários de Assistência Social e Direitos Humanos, e de Turismo Esporte e Lazer de São João da Barra, Alex Caetano e Edivaldo Machado, também marcaram presença.






Fonte: Secom

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Arquivo Público completa 17 anos e celebra Nilo Peçanha e Monitor Campista


O Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho (APM) completa 17 anos neste mês e comemora com exposições, palestras e seminários. A instituição, fundada em 18 de maio de 2001, está localizada no histórico prédio do Solar do Colégio dos Jesuítas, construído em meados do século XVII. Na programação comemorativa, fatos regionais: o sesquicentenário do presidente campista Nilo Peçanha e o centenário do jornal “Monitor Campista”.

— O trabalho do Arquivo é muito ativo porque recebemos documentos constantemente e estamos sempre atentos a manter o material já existente. Para pesquisa, no último ano e em 2018, estamos com uma grande frequência de pesquisadores, universitários e da população em geral. Isso é o mais importante para nós: suprirmos a população com informação — disse Carlos Freitas, diretor do APM desde sua criação. 


Administrado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), o Arquivo abre a comemoração no próximo dia 22, a partir das 15h, com a exposição “O Monitor Campista: Testemunho da História”. O jornal centenário, que teve circulação de 1834 a 2009, tem seu acervo preservado pelo APM. A mesa de palestras reunirá os pesquisadores Eugênio Soares e Rodrigo Rosselini, além do fotógrafo Wellington Cordeiro e o jornalista Hélvio Cordeiro — profissionais que cruzaram suas histórias com a do periódico. A mediação do encontro será do jornalista e presidente da Associação de Imprensa Campista (AIC), Vitor Menezes.

— Nossa intenção é falar sobre o Monitor como instrumento de pesquisa. Então, nós separamos alguns temas que foram registrados nas páginas do jornal, como a questão escravista e a enchente que houve em Campos em 1906. Queremos tornar públicos os dados e mostrar como se pode usar o acervo para conhecer nossa história. A mesa será bem interdisciplinar com dois pesquisadores e profissionais que fizeram história em o Monitor Campista — explicou a historiadora do Arquivo, Rafaela Machado.

Em 30 de maio, no auditório do Universidade Federal Fluminense (UFF), das 18h às 22h, acontecerá o I Seminário em História Regional — Campos dos Goytacazes. A conferência de abertura terá a doutora em história e professora aposentada como Titular em História do Brasil da UFF Sheila de Castro Faria. No ciclo de palestras, estarão os professores Cláudia Atallah (UFF), Eugênio Soares (UFF), Rodrigo Rosselini (IFF), Marinete dos Santos Silva (Uenf) e Marcelo Werner (UFF).

Em 5 de junho, a partir das 15h, dentro da 2ª Semana Nacional de Arquivos, será realizada a Exposição de 150 anos de Nilo Peçanha: Sesquicentenário do Maior Estadista Fluminense. Também haverá mesa de debate, com as professoras Surama Conde Sá Pinto (IM/UFRRJ) e Heloíza Manhães (Uenf). A curadoria e mediação são de Genilson Soares.

Entre o material mantido no Arquivo Público estão a coleção dos principais jornais editados em Campos, documentação cartorária da Câmara Municipal e do Sindicato do Açúcar, além da documentação produzida pela prefeitura e coleções particulares.






Ouvidoria Itinerante em Roças Velhas nesta terça


(Foto: divulgação | Pense Diferente)

O projeto Ouvidoria Itinerante, desenvolvido pela Prefeitura e São João da Barra, estará na próxima terça-feira, 22, das 9h às 16h, na localidade de Roças Velhas, no 6º distrito do município, recebendo demandas e sugestões da população no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da localidade.


 Estarão presentes, além da Ouvidoria Geral, as ouvidorias setoriais das secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos; Educação e Cultura; Saúde; Ordem Pública; Transportes e Trânsito e Turismo, Esporte e Lazer.



O trabalho realizado pelas ouvidorias municipais ultrapassou, nesse ano de 2018, 300 atendimentos, que são feitos também nas respectivas secretarias, durante o horário de expediente das mesmas.


O projeto Ouvidoria Itinerante, iniciado em 2017, teve início esse ano em Atafona e prosseguiu no Açu. Roças Velhas será a terceira localidade atendida em 2018.







Representantes do judiciário debateram, no Trianon, a “Judicialização da Saúde”


A judicialização da saúde trouxe representes das mais altas cortes do país e do Estado a Campos. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, foi a estrela da noite. Mas, no berço político dos Garotinho, optou por não polemizar e não tocou no assunto da liminar em Habeas corpus concedida ao ex-governador Anthony Garotinho (PRP) e que impediu o julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de sua Ação Penal no caso Chequinho. Também não falou sobre a movimentação em torno Operação Lava Jato.

Uma grande plateia ocupou todos os acentos do Teatro Municipal Trianon, na noite dessa sexta-feira (18), para participar do seminário “Judicialização da Saúde — direito à saúde na visão dos tribunais”. Antes, o ministro Lewandowski lançou seu livro “Pressupostos Materiais e Formais da Intervenção Federal no Brasil”. Segundo ele, é preciso no momento focar na saúde e educação, dois pilares do estado democráticos de direito, que sofrem em momentos de crise econômica, não só no Brasil. “Esses dois pilares sofrem restrições e é preciso encontrar forma do judiciário poder participar desse esforço”, disse.

Além de Lewandowski, participaram da mesa o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Paulo Dias Moura Ribeiro e os desembargadores do Tribunal de Justiça (TJ) Elton Leme, do Tribunal Regional Federal (TRF2) Theóphilo Antonio Miguel Filho e a juíza Maria Daniella Binato de Castro. Organizado pela plataforma de Imodum e pela Faculdade Metropolitana São Carlos (Famesc), um dos organizadores, o juiz Pedro Henrique Alves, que já atuou em Campos e hoje é titular da 1ª Vara de Infância, da Juventude e do Idoso da capital, falou do interesse do público pelo tema, com a participação de juízes, promotores, administradores, médicos, advogados e estudantes.

— Muitas demandas podem ser resolvidas mediante conciliação, negociação entre as partes e, também, os juízes podem decidir melhor se tiverem informações técnicas. O Conselho Nacional de Justiça, que eu presidi durante dois anos, trabalhou muito para a criação de um banco de dados para ser acessado por todos os magistrados do Brasil, antes que dessem decisões, sejam elas definitivas ou liminares — disse Lewandowski.

Para o público, o ministro do STF logo explanou que o direito à saúde está na Constituição Federal, mas que nem sempre ela está ao alcance do cidadão. “Então ele vai ao juízo buscar esse direito, mas é preciso regulamentar de certa maneira a atuação do juízo e, sobretudo, no que diz respeito a orientação. Há um esforço nacional, por parte do poder judiciário, que foi encabeçado, inclusive, pelo Conselho Nacional de Justiça, no sentido de criar certos protocolos para os juízes antes deles darem à decisão, ou seja, que eles consultem técnicos, médicos, gestores da área de saúde, antes de proferir decisões que considerem liminares”, pontuou.





Fonte: Folha da Manhã

1ª Feira de Empregabilidade e Qualificação Profissional em São João da Barra

(Foto: Reprodução)
As perspectivas promissoras vividas hoje por São João da Barra, em decorrência da consolidação e crescimento das atividades no complexo portuário do Açu, levam a administração municipal a desenvolver iniciativas de incentivo à inserção dos munícipes no mercado de trabalho. Com esse enfoque, será realizada no município, entre os dias 7 e 9 de junho, a primeira edição da Feira de Empregabilidade e Qualificação (FEQ), envolvendo Município, Estado e União, respectivamente representados pelas secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico e de Educação e Cultura, Secretaria de Estado de Trabalho e Renda e Ministério do Trabalho e Emprego.

A ideia, de acordo com a prefeita Carla Machado, é unir em um único espaço os diferentes segmentos que figuram nesse contexto, como estudantes, pessoas já capacitadas, que buscam uma colocação profissional – as que ainda buscam uma capacitação – e entidades e empresas qualificadoras e empregadoras. “Desta forma, poderão ser apresentadas as oportunidades que se intensificam, principalmente, a partir da construção de duas usinas termelétricas no complexo portuário”, pontuou.

O empenho, enfatiza a prefeita, é para que o momento oportuno pelo franco desenvolvimento do empreendimento tenha reflexos diretos e positivos na vida dos cidadãos do município.

– O caminho é a ocupação das vagas de trabalho ofertadas. Para isso, estamos trabalhando sistematicamente no desenvolvimento de uma política voltada para a capacitação profissional e no estreitamento do diálogo junto às empresas. Ao realizar a FEQ, daremos a oportunidade a quem busca emprego e aos estudantes de conhecer um pouco mais sobre o cenário atual e o que ainda deverá acontecer no município em termos de investimentos privados e realizações – enfatizou a prefeita Carla Machado.

Além da participação institucional dos órgãos representantes das três esferas administrativas, participam o Instituto Federal Fluminense (IFF), que sediará o evento no Campus-SJB, Sebrae, Senai e Firjan. Entre as empresas já confirmadas, estarão entre outras, a Porto do Açu e GNA (subsidiárias da Prumo Logística Global) e Andrade Gutierrez, responsável pela obras de construção da termelétrica GNA I.

Na programação estão incluídas, ainda, palestras enfocando, entre outros temas, “Como vencer as barreiras do primeiro emprego”; “Como ingressar no mercado de trabalho e alavancar a carreira”, “Planejamento da carreira: uma escolha muda todo seu futuro”; “A pedagogia do encantamento e o mercado de trabalho nesses tempos líquidos”.

O Balcão de Oportunidades da Prefeitura de São João da Barra, órgão ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, estará presente na FEQ com atendimento em tempo real à população para criação de currículo on line, orientações sobre empregabilidade e qualificação, entre outros serviços.

A abertura oficial da FEQ será no dia 7 de junho, com solenidade às 18h. No dia 8, às 14h, serão abertos os estandes das empresas e, a partir das 15h, tem início o ciclo de palestras. No dia 9, após a abertura dos estandes, às 14h, prosseguem as palestras. Ao final de cada dia das atividades, haverá show musical.





Prefeita Carla Machado recebe caminhão baú para coleta seletiva

(Fotos: divulgação)
São João da Barra passa a contar com um caminhão baú para coleta seletiva, entregue à prefeita Carla Machado, e ao vice-prefeito Alexandre Rosa, neste sábado, 19, pelo assessor especial da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), Luiz Antônio Corrêa, e pelo superintendente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Luiz Fernando Guida. Participaram da solenidade, também, o deputado estadual André Corrêa, a gerente de Educação Ambiental do Inea, Ângela Canal, vereadores, integrantes da administração municipal e pessoas da comunidade.

"O município, para receber esse caminhão tem que estar com a ficha limpa", disse o superintendente do Inea, Luiz Fernando Guida, destacando a responsabilidade administrativa da prefeita Carla Machado, que adquire o benefício em atendimento aos critérios técnicos e legais, e práticas ambientais adequadas.


"Agradecemos à SEA e ao Inea pela disponibilização deste caminhão, que será importante para implementação do Programa Municipal de Coleta Seletiva Solidária, previsto para ser iniciado em junho, através de um trabalho educacional desenvolvido entre as secretarias de Educação e Cultura e de Meio Ambiente e Serviços Públicos", disse a prefeita Carla.

A secretária de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Joice Pedra, relatou que o trabalho, a princípio, será educacional, para que surjam novos multiplicadores ambientais, sensibilizados sobre a importância e os benefícios da coleta seletiva.

"A intenção é, após esse trabalho educacional, que será desenvolvido pelo Núcleo Municipal de Educação Ambiental em parceria com a Secretaria de Educação e Cultura, começar a coleta do lixo seco, inicialmente nas escolas da rede municipal”, disse Joice. 


Na solenidade de entrega do caminhão houve apresentação da Banda Municipal e do projeto Protetores dos Parques, que está na fase de inscrição do processo seletivo para estudantes de escolas públicas e que será parceiro do programa Municipal de Coleta Seletiva Solidária. O início das atividades de educação ambiental, arte educação em moda e arte educação em música, do Protetores dos Parques, está previsto para o dia 4 de junho.








sexta-feira, 18 de maio de 2018

Pequena Vittória entrega material arrecadado na campanha “Ajude uma criança a estudar feliz”

(Foto: Acervo pessoal)
Depois de levar solidariedade a São Francisco de Itabapoana, a pequena Vittória Azevedo, de 7 anos, faz as últimas entregas de material arrecadado durante a campanha “Ajude uma criança a estudar feliz”. São mochilas, estojos, lancheiras, roupas e calçados que vão beneficiar crianças atendidas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Campos e uma família de Varre-Sai, no Noroeste Fluminense.

Na manhã desta sexta-feira (18), a secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social, Sana Gimenes, recebeu as doações na sede da pasta. Vivi, como gosta de ser chamada, preparou uma carta, falando sobre a campanha e seu desejo de ajudar o próximo, que foi lida para Sana. O encontro foi registrado em vídeo.

“Hoje, termino as entregas deixando estes materiais para vocês levarem para as crianças das comunidades”, lê Vivi. “Você é um exemplo não só para as outras crianças, mas, para todo mundo. Parabéns, diz a secretária.

No sábado, as últimas doações serão despachadas por ônibus para Itaperuna, de onde o material será levado a Varre-Sai, para uma família de quatro filhos, incluindo um portador de hidrocefalia e paralisia cerebral, que entrou em contato com Vivi após saber da campanha.

Arrecadação — O material entregue foi arrecadado durante a campanha “Ajude uma criança a estudar feliz”. Com divulgação principalmente online, a mobilização contou não apenas com a boa vontade de quem doou, mas também com o boca-a-boca — e compartilhamentos — de quem ajudou a viralizar a ideia.

De acordo com Flávia Pessanha, mãe de Vivi, o material doado veio não apenas de Campos, onde a família reside, mas também de outros municípios e até Estados. “A gente recebeu doações das regiões Norte e Noroeste do Estado do Rio, de São Paulo e do Espírito Santo. Uma papelaria de Itaperuna e outra de Macaé mandaram material por ônibus, uma loja de Vitória enviou mochilas e outra, de São Paulo, doou três caixas de cadernos. Aí Vivi sentiu o desejo de distribuir não só em Campos, mas também em outras cidades da região”, conta, completando: “A gente até se emociona quando vê que essa corrente foi além da nossa cidade”.





Fonte: Terceira Via